O que o sangramento fora do período menstrual pode indicar?
31/10/2016

O que o sangramento fora do período menstrual pode indicar?

Um dos sinais de alerta mais comuns do câncer de colo de do útero é o sangramento anormal pela vagina, ou seja, que acontece entre uma menstruação e outra ou depois que a mulher já teve a menopausa. Mas não entre em pânico se for o seu caso, pois há várias outras condições de saúde […]

Um dos sinais de alerta mais comuns do câncer de colo de do útero é o sangramento anormal pela vagina, ou seja, que acontece entre uma menstruação e outra ou depois que a mulher já teve a menopausa. Mas não entre em pânico se for o seu caso, pois há várias outras condições de saúde que podem causar isso. Entretanto, qualquer sangramento anormal deve ser avaliado prontamente por um médico. 

O sangramento que não está relacionado ao período menstrual (também conhecido como sangramento de escape) só raramente é sinal de tumor, que pode ser no endométrio, ovário e vagina. O risco de câncer aumenta cerca de 10% se você tem o sangramento na pós-menopausa. No entanto, a causa é benigna e tratável na maioria dos casos, que podem ser:

Desequilíbrio hormonal – você pode ter sangramento quando os hormônios que regulam o seu ciclo menstrual entram em desequilíbrio, o que pode ser causado por ovário policístico, problemas na glândula tireoide e até por tomar pílulas anticoncepcionais de forma desregulada. Além disso, é possível ter sangramento de escape durante os primeiros três meses do uso de contraceptivos hormonais.

Complicações na gravidez – complicações como aborto espontâneo e gravidez ectópica (quando o óvulo fertilizado se implanta na trompa de Falópio em vez do útero) também podem causar sangramentos vaginais.

Miomas uterinos – são tumores benignos que se formam no útero. Comuns em mulheres que já engravidaram, podem causar sangramento fora do período menstrual.

Infecção – sangramento vaginal entre menstruações pode indicar uma infecção dos órgãos reprodutivos. As causas incluem doenças sexualmente transmissíveis, como clamídia e gonorreia; vaginite (uma inflamação na vagina) e doença inflamatória pélvica (inflamação dos órgãos reprodutivos femininos).

Sangramento anormal não é o único sintoma do câncer de colo do útero

Além do sangramento anormal, também pode ser sintoma do câncer de colo do útero o corrimento vaginal escurecido com cheiro desagradável e dor abdominal. Mas estes sinais só aparecem quando o tumor já está em estágio mais avançado. Para descobrir o câncer cedo e aumentar as chances de tratamento, é indispensável que toda mulher que tem ou já teve vida sexual faça regularmente o exame Papanicolau, especialmente se você tem entre 25 e 59 anos.

 

Conteúdo relacionado no Mulher Consciente

 

Referências