Prevenção primária do câncer de colo de útero
04/01/2016

Prevenção primária do câncer de colo de útero

A prevenção primária do câncer do colo do útero está relacionada à diminuição do risco de contágio pelo papilomavírus humano (HPV), que acontece por via sexual, presumidamente através de abrasões microscópicas na mucosa ou na pele da região anogenital.

A prevenção primária do câncer do colo do útero está relacionada à diminuição do risco de contágio pelo papilomavírus humano (HPV), que acontece por via sexual, presumidamente através de abrasões microscópicas na mucosa ou na pele da região anogenital.

Como se prevenir do câncer de colo de útero
Preservativo – o uso da camisinha pelo homem durante a relação sexual com penetração só protege parcialmente do contágio pelo HPV, pois também pode ocorrer transmissão pelo contato com a pele da vulva, região perineal (entre o sexo e o ânus), perianal (em volta do ânus) e bolsa escrotal. O uso da camisinha feminina oferece uma proteção maior.

Vacinação contra o HPV – o Ministério da Saúde implementou a vacina tetravalente contra o HPV para meninas de 9 a 13 anos de idade, que protege contra os subtipos 6, 11, 16 e 18 do HPV. Os dois primeiros subtipos causam verrugas genitais e os dois últimos são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer do colo do útero.

Exame Papanicolaou – o exame preventivo é recomendado para mulheres de 25 a 64 anos que têm ou já tiveram atividade sexual. Os dois primeiros exames devem ser feitos com intervalo de um ano. Se os resultados forem normais, passará a ser feito a cada três anos. Mesmo as mulheres vacinadas deverão realizar o exame, pois a vacina não protege contra todos os subtipos oncogênicos do HPV.

O que é o câncer de colo de útero
O câncer de colo de útero é um tumor que se desenvolve a partir de alterações no colo do útero, região localizada no fundo da vagina. Essas alterações são chamadas de lesões precursoras. Quando as alterações que antecedem o câncer são identificadas e tratadas, é possível prevenir a doença em 100% dos casos.

Este tipo de câncer se caracteriza pela reprodução desordenada do epitélio que reveste o órgão, podendo invadir estruturas e órgãos próximos e também distantes do útero. Há duas principais categorias de cânceres invasores do colo do útero, dependendo da origem do epitélio comprometido:

  • Carcinoma epidermoide – representa cerca de 80% dos casos da doença;
  • Adenocarcinoma – representa 10% dos casos.

Conteúdos relacionados no Mulher Consciente

Conteúdo externo relacionado

Referências