O apoio psicológico durante o tratamento do câncer de mama
09/04/2018

O apoio psicológico durante o tratamento do câncer de mama

O suporte psicológico durante as fases do tratamento do câncer de mama é tão importante quanto a medicação, uma vez que o impacto do diagnóstico da doença causa uma significativa repercussão na vida da paciente. O câncer de mama traz consigo o temor da retirada de uma parte do corpo da mulher que, em muitas […]

O suporte psicológico durante as fases do tratamento do câncer de mama é tão importante quanto a medicação, uma vez que o impacto do diagnóstico da doença causa uma significativa repercussão na vida da paciente. O câncer de mama traz consigo o temor da retirada de uma parte do corpo da mulher que, em muitas culturas, engloba muitos aspectos e significados: estética, fantasias e intimidade. Aceitar sua nova condição e adaptar-se à nova imagem corporal exige um esforço grande para o qual, muitas vezes, a mulher não está preparada e, por isso, ela precisa de um apoio de alguém que esteja próximo e seja confiável.

O suporte psíquico traz conhecimento e compreensão, podendo até mudar a resposta ao tratamento terapêutico. Por isso, é importante que haja um acompanhamento psicológico, multidisciplinar e especializado, que sirva como um apoio à paciente, restabelecendo sua saúde em um sentido mais amplo que apenas a cura do câncer.

Ao receber o diagnóstico, todo o processo é vivido pela paciente e seus familiares como um momento de angústia. A atuação do profissional de Psicologia nesse momento deve ser vista como uma forma de tratamento e iniciada logo após a descoberta do câncer e a definição da conduta terapêutica oncológica.

 

Atendimento em família

Em um primeiro momento, a avaliação deve ser individual, para que haja um entendimento do psicólogo sobre a situação e para que entenda, detalhadamente, as angústias e incertezas da mulher. Os familiares podem ser atendidos em um segundo momento, a fim de estreitar essa rede de apoio, de forma que a paciente se sinta acolhida e aceite essa fase de vida com mais calma e resiliência.

O apoio psicológico é essencial e diretamente ligado ao aspecto emocional, pois ajuda a paciente a enfrentar e vencer sintomas depressivos que ocorrem no diagnóstico e no tratamento da doença. Por isso, o tratamento do câncer de mama é um trabalho em equipe: não só do médico, mas do psicólogo, da assistente social e do terapeuta ocupacional, entre outros profissionais.

 

A relação com o companheiro

Embora seja uma situação de dificuldade e aceitação também para o companheiro, seu suporte nesse momento é muito importante. A mulher, na maioria das vezes, apresenta um isolamento que a torna fria e distante. Muitas vezes, recusa-se a ter relações sexuais, por acreditar que não é mais atraente para o companheiro. Por outro lado, o homem se assusta com a deformação do corpo da mulher e fica com medo de que seu toque possa machucá-la.

O apoio psicológico é importante para os dois, de forma a trabalhar essa situação para ambos. O amadurecimento, cumplicidade e confiança entre o casal também são um fator de peso para a condução psicoterapêutica do problema.

Referências