Meu ciclo menstrual pode sofrer alterações durante o tratamento do câncer?
14/11/2016

Meu ciclo menstrual pode sofrer alterações durante o tratamento do câncer?

A irregularidade do ciclo menstrual é um dos efeitos colaterais do uso de medicamentos no tratamento contra o câncer de colo do útero. Durante esse período, seu fluxo de sangue pode aumentar, diminuir ou parar completamente (amenorreia). Além disso, você também pode desenvolver a menopausa precoce. Enquanto estiver em tratamento, todas as alterações no seu […]

A irregularidade do ciclo menstrual é um dos efeitos colaterais do uso de medicamentos no tratamento contra o câncer de colo do útero. Durante esse período, seu fluxo de sangue pode aumentar, diminuir ou parar completamente (amenorreia). Além disso, você também pode desenvolver a menopausa precoce.

Enquanto estiver em tratamento, todas as alterações no seu ciclo menstrual devem ser comunicadas ao seu médico. Mas, na maioria dos casos, depois que o tratamento terminar, o ciclo volta ao normal. A não ser que você desenvolva uma alteração, como a amenorreia.

Amenorreia é um dos efeitos colaterais do tratamento para câncer

A amenorreia secundária é a falta de menstruação por um período mínimo de três meses seguidos e pode ser causada pelos tratamentos contra o câncer. Por conta dessa alteração, seu corpo pode sofrer outras mudanças, como o tamanho das mamas, ganho ou perda de peso, acne, secura vaginal e alterações na voz. O tratamento depende da causa da amenorreia e apenas seu médico pode indicar qual é a melhor opção para o seu caso.

Quimioterapia pode causar menopausa precoce

A menopausa indica o fim do período reprodutivo da mulher. Isso significa que seu ovário não produz mais óvulos e que você não vai mais menstruar. Mas, se você já estiver nesse estágio antes dos 40 anos, isso é chamado de menopausa precoce.

Uma das causas possíveis é a radioterapia ou a quimioterapia. Esses tratamentos podem prejudicar os ovários e fazer as menstruações pararem. Mas isso depende da quantidade de seções de químio que você fez, além da sua idade, pois mulheres mais jovens têm menos chances de desenvolver menopausa precoce.

A retirada dos ovários (ooforectomia) também causa a menopausa precoce. Após a cirurgia, sua produção de hormônios é alterada e você passa a sentir os efeitos da menopausa imediatamente.

Os efeitos da menopausa incluem ondas de calor, alterações de humor, secura vaginal e diminuição do desejo sexual. Além disso, essa alteração também aumenta o risco de doenças cardiológicas e osteoporose. Esses sintomas podem ser aliviados com o uso de terapia hormonal. Fale com seu médico sobre essa opção.

 

Conteúdos relacionados no Mulher Consciente

 

Referências